Infraestrutura Módulo KM 620

Acesso

O módulo M11 é mais facilmente acessado partindo-se de Humaitá, uma cidade de 40.000 habitantes, distante 770 km de Manaus e 210 km de Porto Velho, que possui comércios diversos, onde é possível adquirir material básico de campo. O trecho da passagem aérea Manaus-Porto Velho custa, em média, R$150,00. O ônibus de Porto Velho até Humaitá custa cerca de R$70,00. Em Humaitá é possível apôio com o pessoal da UFAM e do Projeto Cenários, mas os contatos devem ser previamente consultados. Partindo-se de Porto Velho são cerca de 200 km até Humaitá, sendo necessário atravessar o rio Madeira de balsa (R$6,90 por carro). De Humaitá até o trevo de Lábrea são 30 km de estrada recém recuperada pelo exército. Ingressando na BR-319, o módulo M11 está a 42 km do trevo de Lábrea e acerca de 70 km deste trevo localiza-se a vila de Realidade, onde é possível fazer um lanche e saber informações sobre a estrada. O acampamento do módulo M11 localiza-se na margem direita (sentido Humaitá-Manaus) e seu acesso se dá por entre duas pequenas lagoas (km 620 da BR-319). Partindo-se de Manaus, faz-se o mesmo trajeto até chegar no M09 (acessar a descrição deste módulo na página do PPBio). Do M09 até o M11 são mais 170 km de estrada ruim, com atoleiros complicados e muitos buracos. Porém, as pontes são melhores e mais reforçadas. Neste trecho da BR-319, localiza-se a fazenda do “Catarino”, família de migrantes que permaneceu na região após o abandono da rodovia, a qual realiza a manutenção de pontes e linhas de transmissão para a EMBRATEL. São solícitos aos viajantes e podem prestar eventuais auxílios.
 
Condições das trilhas e acampamentos
 
É altamente recomendável a utilização de GPS carregado com as devidas coordenadas. As trilhas deste módulo estão no padrão PPBio, com parcelas e ponto-zero nas distâncias corretas. A entrada da TN está a 400 m ao norte do acampamento (sentido Humaitá-Manaus) e a entrada da TS 600 m ao sul do acampamento, bem ao lado da torre da EMBRATEL José Moreira.
 
O que há nas redondezas
 
Quase nada. A torre da EMBRATEL mais próxima é a José Moreira, localizada 600 m ao sul do acampamento. Existe um tráfego mais intenso de pessoas nesta região, mas moradores locais são escassos e desconhecidos pelos pesquisadores.
 
Onde conseguir água
 
Não existe poço neste módulo. A água disponível para banho e cozinha é coletada na lagoa na outra margem da rodovia (50 m do acampamento). Para cozinhar é necessário carregar a água da lagoa até o acampamento, sendo recomendável fazer o tratamento com hipoclorito ou equivalente. Também é possível usar o poço de uma casa abandonada perto da torre José Moreira. No entanto, não foi feito contato com possíveis moradores e não estamos autorizados a utilizá-lo. Esta região possui maior número de meses secos e o uso de água de locais não autorizados pode gerar conflitos.
 
Pessoal local
 
Não existem. Quaisquer ajudantes de campo que se façam necessários devem ser providenciados na cidade de Humaitá ou Castanho, pois não há nenhum morador permanente nas redondezas.
 
Segurança
 
A BR-319 é comumente utilizada como rota por andarilhos diversos, os quais podem ser mal intencionados. Assim, recomenda-se para estas excursões à parte central da rodovia, grupos maiores que possam inibir uma eventual abordagem maldosa e deixar sempre uma ou mais pessoas, como por exemplo: o cozinheiro, vigiando o acampamento durante as incursões ao módulo.
 
Se precisar de ajuda
 
É extremamente preventivo manter um veículo no local, pois em caso de incidente mais sério, não há onde nem como recorrer à ajuda. Existem telefones nas torres da EMBRATEL, mas geralmente estão trancados ou inoperantes. A torre mais próxima é a José Moreira distante 600 m ao sul do acampamento do M11. Em caso de emergência o hospital mais próximo é o de Humaitá. No km 590 existe a vila Realidade que possui um posto de saúde.
 
Termo de compromisso e normas de conduta
 
Antes de ir para o campo, você deve baixar, ler e assinar o Termo de Compromisso e Normas de Conduta da BR-319 e enviá-lo para a Gerência PPBio no email gerencia.ppbio@gmail.com.
 
 
Veja os mapas e o perfil topográfico do módulo
 
Baixe o SIG oficial com todos os pontos ao longo da BR-319: Shapefiles Módulos BR-319
 
Contato:
Maria Aparecida de Freitas
Gerência PPBio
Coordenação de Pesquisas em Ecologia
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia