Hide shortcuts

Destaques

Blog com as novidades da FLONA Amapá
 
 
Informativo CENBAM
 
 
Novo curso de mestrado em Ciências Ambientais é aprovado em Sinop - MT
 
A Universidade Federal de Mato Grosso, através do Núcleo Regional de Sinop, integrante do INCT-CENBAM e PPBio aprovam o programa de Pós-Graduação, nível Mestrado, intitulado "Ciências Ambientais".
 
Essa conquista é mais uma ação Núcleo Regional de Sinop INCT-CENBAM cumprida.
 
O NR-Sinop foi instituído em 2009, já foi sede de diversos cursos realizados por pesquisadores PPBio/CENBAM e hoje conta com mais de 30 colaboradores e três módulos RAPELD instalados. Para saber mais, visite a página do NR-Sinop ou entre em contado com Domingos de Jesus Rodrigues (djrodrigues@ufmt.br, djmingo23@gmail.com).
 
I Simpósio PPBio/CENBAM - Boa Vista, RR
 
Entre os dias 18 e 20 de outubro de 2010 aconteceu na Universidade Federal de Roraima o I Simpósio PPBio - CENBAM. O evento, que reuniu mais de 150 participantes, teve como objetivo promover o diálogo entre pesquisadores de diversos estados amazônicos e estimular a participação de alunos de graduação e de pós graduação nas atividades de pesquisa integrada do Centro de Estudos Integrados da Biodiversidade Amazônica (CENBAM) e do Programa de Pesquisas em Biodiversidade (PPBio).
 
CENBAM - Primeiros Resultados
 
Os resultados abaixo foram previstos no plano de trabalho do INCT, mas foram obtidossem recursos financeiros do INCT, exceto a contribuição de bolsistas, e a manutenção de bancos de dados.
 
· O INCT-CENBAM articulou uma parceria entre o setor de licenciamento IBAMA, o ICMBio, o Serviço Florestal Brasileira e o Programa de Pesquisa em Biodiversidade do MCT para implementar um sistema de avaliação e monitoramento ambiental coordenado entre as várias agências, e o sistema já está sendo implementado em áreas de impacto de grandes obras, unidades de conservação e concessões florestais.
 
· Um projeto foi elaborado juntamente com o IBAMA para padronizar a metodologia de avaliação de impacto ambiental utilizando o sistema RAPELD como base.
 
· O INCT-CENBAM está trabalhando um sistema de armazenamento e disponibilizarão de dados em colaboração com o Programa PELD do CNPq para permitir o acesso ao público aos dados de gerados em sítios de pesquisa ecológica de longa duração.
 
· Membros do INCT-CENBAM ministraram cursos em gestão de dados para o IBAMA, ICMBio e SFB em Brasília e uma plataforma de gestão integrada de dados para monitoramento ambiental está em discussão.
 
· O INCT-CENBAM irá fornecer assistência técnica para o monitoramento ambiental do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) nas primeiras concessões florestais (FLONA do Jamari) sob a nova legislação.
 
· O INCT-CENBAM e do Agência do Estado do Amazonas responsável pela avaliação dos serviços ambientais (CECLIMA) estão elaborando uma proposta de avaliação e financiamento de serviços ambientais em Unidades de Conservação do Mosaico do Apuí na fronteira ambientalmente sensível entre os estados de Mato Grosso e Amazonas.
 
· Como fruto dos levantamentos da biota regional, novas espécies de plantas, novas ocorrências de plantas para os Estados e o Brasil, e a ocorrência não esperada de grandes mamíferos em fragmentos florestais, foram registrados.
 
· Novos potenciais usos (atividades antioxidante, antifúngicas, antimicrobiais, tóxicas)de sete espécies de plantas foram divulgados.
 
Pesquisadores da Griffith University Environmental Futures Center e o coordenador do INCT-CENBAM (E-D Dr Ben Lawson, Dr Jean-Marc Hero e o Dr William Magnusson) inspecionando um sítio de pesquisa ecológica de longa duração (PELD) nos arredores de Manaus em abril de 2010.
 
SUMÁRIO DOS RESULTADOS ATÉ A PRESENTE DATA
 
Um dos principais entraves para a pesquisa na Amazônia é a falta de estratégias de gestão para a investigação científica na escala da bacia. A implementação do INCT-CENBAM reflete essa falta de infra-estrutura pré-existente, o financiamento direto do INCT (~ 5% do orçamento) só foi implementado em fevereiro de 2010. Permissão para acessar fundos para a investigação só foi dada no final de abril de 2010. Portanto, os resultados apresentados a seguir foram obtidos através de parcerias com instituições associadas para a obtenção de bolsas e atividades que não exigem um novo financiamento. A primeira reunião da comissão administrativa foi realizada em Manaus em fevereiro de 2010, coincidindo com a reunião de outro parceiro do projeto, o Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio), que reuniu todos os membros. Essa reunião foi usada para ajustar o orçamento para o corte de 20% sofrido por todos os INCTs. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), premiou o INCT com R$ 431,802.23 em bolsas para estudantes de pós-graduação em julho de 2009, o que foi suficiente para 16 bolsas de mestrado, sendo que estas foram repassadas para os programas de pós-graduação associados em seis capitais regionais. Até a presente data, cerca de dois terços das 27 bolsas de pesquisa disponíveis através do INCT-CENBAM foram implementadas. No entanto, um curso de Administração Científica foi dada em junho de 2010 para 19 bolsistas atualmente associadas por meio de outras agências de financiamento, que entraram no sistema CNPq/FAPEAM em Julho-Agosto de 2010. Estão em curso negociações para incluir novos parceiros no Brasil (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Ronováveis - IBAMA, o Serviço Florestal Brasileiro - SFB), Bolívia, Colômbia, Austrália e Japão, mas os avanços ainda esperam por financiamento efetivo do Instituto pelo CNPq e FAPEAM. Continuamos a não ter acesso aos fundos do CNPq devido a problemas com o sistema SICONV, que esperamos que venha a ser resolvidos no futuro próximo. As fontes dos recursos utilizados: Programa Pe Pesquisa em Biodiversidade (PPBio / MCT / CNPq), Editais Universal CNPq, Pronex Editais / FAPEAM, etc.