Hide shortcuts

RAPELD

A proposta do método RAPELD é maximizar a probabilidade de amostrar adequadamente as comunidades biológicas e ao mesmo tempo minimizar a variação nos fatores abióticos que afetam estas comunidades. Baseado nisso, as parcelas são longas e estreitas, com seu maior eixo orientado ao longo das curvas de nível do terreno. Este desenho minimiza a variação interna de topografia e solo em cada parcela, e permite o uso destas variáveis como preditoras das distribuições de espécies. As parcelas são distribuídas sistematicamente em uma grade de trilhas, cada grade de trilhas e parcelas constitui um sítio de pesquisa. A distribuição sistemática de parcelas na paisagem permite estimativas não tendenciosas da distribuição, abundância e biomassa das espécies em cada sítio, e comparações biogeográficas entre sítios. Os custos de implementação são moderados, considerando a grande produção gerada pelos estudos integrados.

 

Figura 1. Parcela seguindo a curva de nível com segmentos retos de 10 metros. As linhas pontilhadas indicam segmentos que devem ser descartados da sua amostragem. Segmentos em vermelho indicam segmentos que foram acrescentados. Desenho: Fabrício Baccaro.

 

Sugestão: Leia abaixo o artigo que descerve o método RAPELD.

RAPELD: a modification of the gentry method for biodiversity surveys in long-term ecological research sites