Infraestrutura Módulo KM 540

Acesso

O módulo M10 é mais facilmente acessado partindo-se de Humaitá, uma cidade de 40.000 habitantes, distante 770 km de Manaus e 210 km de Porto Velho, que possui comércios diversos, onde é possível adquirir material básico de campo. O trecho da passagem aérea Manaus-Porto Velho custa, em média, R$150,00. O ônibus de Porto Velho até Humaitá custa cerca de R$70,00. Em Humaitá é possível apoio com o pessoal da UFAM e do Projeto Cenários, mas os contatos devem ser previamente consultados. Partindo-se de Porto Velho são cerca de 200 km até Humaitá, sendo necessário atravessar o rio Madeira de balsa (R$6,90 por carro). De Humaitá até o trevo de Lábrea são 30 km de estrada recém recuperada pelo exército. Ingressando na BR-319, o módulo M11 está a 42 km do trevo de Lábrea e acerca de 70 km deste trevo localiza-se a vila de Realidade, onde é possível fazer um lanche e saber informações sobre a estrada. O acampamento do módulo M10 localiza-se a 50 km da vila de Realidade na margem direita (sentido Humaitá-Manaus) em cima de um barranco e 200 metros antes de uma pequena ponte (km 540 da BR-319). Partindo-se de Manaus, faz-se o mesmo trajeto até chegar no M09 (acessar a descrição deste módulo na página do PPBio). Do M09 até o M10 são mais 82 km de estrada ruim, com atoleiros complicados e muitos buracos. Porém, as pontes são melhores e mais reforçadas. Neste trecho da BR-319, localiza-se a fazenda do “Catarino”, família de migrantes que permaneceu na região após o abandono da rodovia, a qual realiza a manutenção de pontes e linhas de transmissão para a EMBRATEL. São solícitos aos viajantes e podem prestar eventuais auxílios.
 
Condições das trilhas e acampamentos
 
É altamente recomendável a utilização de GPS carregado com as devidas coordenadas. As trilhas deste módulo estão no padrão PPBio, com parcelas e ponto-zero nas distâncias corretas. A entrada da TN está a 1 km ao norte do acampamento (sentido Manaus). É preciso muito cuidado para não se perder neste local, pois é uma plantação abandonada de Babaçu e a marca da trilha se perde em meio a vegetação rala. Se for entrar sem GPS é aconselhável um ajudante de campo muito experiente. A entrada da TS é bem visível e acessada diretamente pelo acampamento.
 
O que há nas redondezas
 
Quase nada. A torre da EMBRATEL mais próxima é a Arlindo Raiol, localizada 27 km ao norte do acampamento. Entre o acampamento e a torre existem os igarapés Puruzinho e Piquiá. Aproximadamente a 1 km ao sul do M10 mora um senhor (apelido de "Gaúcho") que possui um sítio e eventualmente passa alguns dias na BR-319. Contudo, não é recomendável contar com sua ajuda, visto que não há períodos certos para encontrá-lo.
 
Onde conseguir água
 
Não existe poço neste módulo. Esta região é mais elevada (platô) e o lençol freático é mais profundo. A água disponível para banho e cozinha é coletada no igarapé (200 m ao norte do acampamento). Para cozinhar é necessário carregar a água do igarapé até o acampamento e é recomendável fazer o tratamento com hipoclorito ou equivalente. Dentre os módulos do PPBio na BR-319, esta é a maior distância para acessar a água, sendo conveniente permanecer com um veículo no local para transportá-la até o acampamento. O igarapé é perene, mas são necessários ajustes, conforme os níveis da água, na tábua utilizada para o banho.
 
Pessoal local
 
Não existem. Quaisquer ajudantes de campo que se façam necessários devem ser providenciados na cidade de Humaitá ou Castanho, pois não há nenhum morador permanente nas redondezas.
 
Segurança
 
A BR-319 é comumente utilizada como rota por andarilhos diversos, os quais podem ser mal intencionados. Assim, recomenda-se para estas excursões à parte central da rodovia, grupos maiores que possam inibir uma eventual abordagem maldosa e deixar sempre uma ou mais pessoas, como por exemplo: o cozinheiro, vigiando o acampamento durante as incursões ao módulo.
 
Se precisar de ajuda
 
É extremamente preventivo manter um veículo no local, pois em caso de incidente mais sério, não há onde nem como recorrer à ajuda. Existem telefones nas torres da EMBRATEL, mas geralmente estão trancados ou inoperantes. A torre mais próxima é a Arlindo Raiol distante 27 km ao norte do acampamento do M10. Em caso de emergência o hospital mais próximo é o de Humaitá. No km 590 existe a vila Realidade que possui um posto de saúde.
 
Termo de compromisso e normas de conduta
 
Antes de ir para o campo, você deve baixar, ler e assinar o Termo de Compromisso e Normas de Conduta da BR-319 e enviá-lo para a Gerência PPBio no email gerencia.ppbio@gmail.com.
 
 
 
Baixe o SIG oficial com todos os pontos ao longo da BR-319: Shapefiles Módulos BR-319
 
Contato
Maria Aparecida de Freitas
Gerência PPBio
Coordenação de Pesquisas em Ecologia
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia