Ocorreu entre os meses de agosto de 2017 e Janeiro de 2018, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro, no Km 26 da AM-352, no município de Novo Airão (Ramal Uga Uga), Amazonas, a oficina de Instalação de parcelas permanentes RAPELD, visando implantar um módulo de pesquisa RAPELD para conhecer a biodiversidade do lado sul da RDS Rio Negro e promover a inclusão de comunidades no conhecimento desta biodiversidade, com a finalidade de desenvolver o ecotorismo comunitário local.

A atividade foi ministrada por Emílio Higashikawa, Ilderlan Viana, Ramiro Dário Melinski e Maria Aparecida de Freitas, integrantes do Centro de Estudos Integrados da Biodiversidade Amazônica (CENBAM) e do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio).

O treinamento contou com a participação de 8 pessoas das comunidades do ramal do Uga Uga, no Km 26 da Am-352, onde estão em andamento a instalação de um módulo de pesquisa PPBio com um total  de 14 parcelas permanentes, sendo 4 destas instaladas em área de campina. A instalação deste módulo de pesquisa faz parte do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio) intitulado “Usando o método RAPELD PPBio para o conhecimento da biodiversidade e a inclusão científica e renda através de ecoturismo em comunidades da RDS Rio Negro, coordenados pelos pesquisadores do INPA, Dra. Albertina Lima e William Ernest Magnusson.  

Oficina de Instalação de um módulo de pesquisa PPBio e de parcelas permanentes RAPELD na RDS Rio Negro, em Novo Airão, Amazonas