O Programa de Pesquisa em Biodiversidade no Brasil: O papel das redes regionais para o conhecimento, disseminação e conservação da biodiversidade.

Abstrato

O Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio) é um programa inovador desenvolvido para integrar todos os atores da pesquisa em biodiversidade. Em operação desde 2004, instalou centros de pesquisa ecológica de longa duração em todo o Brasil e sua lógica tem sido aplicada em alguns outros países do hemisfério sul. O programa apoia todos os aspectos de pesquisa necessários para entender a biodiversidade e os processos que a afetam. Existem atualmente 161 locais de amostragem (veja alguns deles no Apêndice Complementar), a maioria dos quais usa uma metodologia padronizada que permite comparações entre biomas e ao longo do tempo. Até o momento, existem cerca de 1.200 publicações associadas ao PPBio que abrangem temas que vão desde história natural até genética e distribuição de espécies. A maioria dos dados de campo e metadados estão disponíveis através dos sites do PPBio ou DataONE. Os metadados estão disponíveis para pesquisadores que pretendam explorar as diferentes faces da variação espaço-temporal da biodiversidade brasileira, bem como para gestores que pretendam aprimorar estratégias de conservação. O Programa também promoveu, direta e indiretamente, a capacitação técnica local e apoiou a formação de centenas de alunos de graduação e pós-graduação. O principal desafio é manter o financiamento de longo prazo necessário para entender os padrões e processos da biodiversidade sob pressão das mudanças ambientais globais.

Palavras-chave

Biodiversidade; Pesquisa Ecológica de Longo Prazo; partes interessadas; produção de conhecimento; disponibilidade de dados; capacitação.

ECOSYSTEMS • An. Acad. Bras. Ciênc. 93 (2) • 2021

https://doi.org/10.1590/0001-3765202120201604