Infraestrutura Módulo KM 450

O M09 fica na Parna Nascentes do Lago Jari e é uma unidade de conservação federal do Brasil categorizada como parque nacional, criada por Decreto Presidencial em 308 de maio de 2008 numa área de 812.141,0000 hectares no estado do Amazonas. É necessário autorizaçáo para coleta de material cientifico: www.icmbio.gov.br

Acesso
 
O módulo M09 está localizado na região mais central da BR-319, sendo difícil acessá-lo tanto se partindo de Manaus ou de Humaitá. No período chuvoso (novembro a maio) a viagem se torna uma grande aventura, pois além dos buracos e pontes perigosas existe muita lama e um veículo 4x4 adequado com pneus lameiros e guincho é crucial para evitar grandes complicações. Partindo de Manaus realiza-se a travessia de balsa do CEASA até o município de Careiro da Várzea que custa R$ 25,00 (balsa do Ceasa). De Careiro da Várzea até a cidade do Careiro (mais conhecida como Castanho) são 100 km de asfalto em boas condições. A cidade de Castanho é o último local onde é possível se abastecer de combustível, gelo e comida, comprar algum material de campo, fazer ligações, etc. neste local, apesar de estar sendo construída uma ponte, também existe a travessia de balsa que custa R$10,00 (balsa do Castanho). A partir daí são mais 75 km de estrada, mesclando trechos de boas e más condições até a Vila do Tupana, onde existe mais uma travessia de balsa também de R$10,00 (balsa do Tupana). O próximo trecho, com cerca de 80 km, liga o Tupana até o Igapó-açú e está em péssimas condições com o asfalto bem deteriorado e muitos buracos profundos. Encontra-se em andamento, um plano do Exército Brasileiro de consertar as duas pontas da BR-319, a parte de Careiro da Várzea até o Igapó-açú, com cerca de 250 km, e a parte de Humaitá até a Vila de Realidade, com cerca de 150 km. Contudo, as atuais condições da estrada estão descritas acima e podem ser consultadas no site:
 
A Vila de Igapó-açú é o último local onde ainda existe algum comércio (Sr. Raimundo à direita e Pingo à esquerda são os donos dos principais comércios onde, às vezes, não há o que comprar) e também é o local da última travessia de balsa no valor de R$10,00 (balsa do Igapó). Deste ponto em diante, a BR-319 faz jús à sua fama de rodovia abandonada e se torna realmente inabitada. O último ponto de apôio é a casa da D. Maria e Sr. João, 45 km depois do Igapó-açú, um casal idoso muito simpático e solícito. Este ponto é o km 300 da BR, onde coincidentemente está localizado o M06. Deste ponto até o M08 são mais 100 km mesclando pequenos trechos de asfalto em boas condições com muitos trechos perigosos de lama, buracos e pontes em estado precário. O Sr. Nonato, morador do Igapó-Açu, é o responsável pela manutenção das pontes neste trecho. No km 337 está localizada a antiga entrada para a cidade de Manicoré e no km 325 existe uma fazenda de búfalos (Sr. Augusto) que é o responsável pela manutenção das pontes neste trecho. É bom perguntar nesta fazenda as condições das pontes, pois 12 km antes do M08 existia uma ponte em péssimo estado. O Rio Jutaí está localizado 21 km antes do M08 (km 400). O trecho entre o km 420 e km 435 é um atoleiro generalizado de difícil transposição. O M09 está localizado a margem direita da rodovia (sentido Humaitá) após uma ponte e um acampamento da UFAM abandonado na beira da estrada. Fica bem próximo a uma ligeira curva da rodovia à esquerda e ao lado de um bueiro.
 
Condições das trilhas e acampamentos
 
O acampamento do M09 está localizado ao lado direito da rodovia (sentido Humaitá) pouco depois do km 400, após uma ponte e um acampamento abandonado e ao lado de um bueiro, onde inclusive é o local de banho e coleta de água. É altamente recomendável a utilização de GPS carregado com as devidas coordenadas. O acampamento está localizado a aproximadamente 50 m da margem direita da estrada (sentido Humaitá) e existe uma pequena entrada para veículos. A entrada da TN está acerca de 950 m ao norte do acampamento (sentido Manaus), bem em frente ao acampamento abandonado e é preciso transpor um igarapé logo na entrada. Existe uma árvore caída onde é possível atravessar. O ponto zero da TN está a 500 m da margem da rodovia. Perto da P2500 existe uma bifurcação onde: à esquerda adentra ao módulo (caminho errado) e à direita continua a trilha correta. A TN tem no total 5,5 km a partir da margem da estrada. A TS sai diretamente do acampamento, passando por uma capoeira e também é preciso transpor um igarapé. O ponto zero está a 1 km da margem da estrada e existe uma P(-)500 a 500 m da margem. Logo após a P3500 existe uma antiga trilha à esquerda que leva pra fora do módulo. A TS tem no total 6 km a partir da margem da estrada.
 
O que há nas redondezas
 
Absolutamente nada. A torre da EMBRATEL mais próxima é a Aristides Silva, localizada 13 km ao norte do acampamento. A outra torre, de nome Orlando, fica 20 km ao sul do acampamento.
 
Onde conseguir água
 
Existe poço neste módulo. A água disponível para banho e cozinha é coletada no igarapé que forma a lagoa do bueiro, mas em períodos secos utiliza-se a água do poço que fica no caminho para o banho. Para cozinhar é necessário carregar a água do igarapé até o acampamento e é recomendável fazer o tratamento com hipoclorito ou equivalente. O igarapé é perene, mas são necessários ajustes, conforme os níveis da água, na tábua utilizada para o banho. CUIDADO! No local do banho vive um jacaré bem curioso de cerca de 1 m. Em períodos chuvosos é possível tomar banho no bueiro do outro lado da rodovia.
 
Pessoal local
 
Não existem. Quaisquer ajudantes de campo que se façam necessários devem ser providenciados na cidade do Castanho, pois não há nenhum morador nas redondezas.
 
Segurança
 
A BR-319 é comumente utilizada como rota por andarilhos diversos, os quais podem ser mal intencionados. Assim, recomenda-se para estas excursões à parte central da rodovia, grupos maiores que possam inibir uma eventual abordagem maldosa e deixar sempre uma ou mais pessoas, como por exemplo: o cozinheiro, vigiando o acampamento durante as incursões ao módulo.
 
Se precisar de ajuda
 
É extremamente preventivo manter um veículo no local, pois em caso de incidente mais sério, não há onde nem como recorrer à ajuda. Existem telefones nas torres da EMBRATEL, mas geralmente estão trancados ou inoperantes. A torre mais próxima é a Aristides Silva distante 13 km ao norte do acampamento do M09. Em caso de emergência o hospital mais próximo é o de Humaitá. No km 590 existe uma vila chamada Realidade, onde existe um posto de saúde.
 
Termo de compromisso e normas de conduta
 
Antes de ir para o campo, você deve baixar, ler e assinar o Termo de Compromisso e Normas de Conduta da BR-319 e enviá-lo para a Gerência PPBio no email gerencia.ppbio@gmail.com.
 
 
 
Baixe o SIG oficial com todos os pontos ao longo da BR-319: Shapefiles Módulos BR-319
 
Contato
Maria Aparecida de Freitas
Gerência PPBio
Coordenação de Pesquisas em Ecologia
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia