Hide shortcuts

Pesquisadora do CENBAM é agraciada com Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília -DF.

A Vice-coordenadora do CENBAM e pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA, Dra. Noemia Kazue Ishikawa, será condecorada com a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, no Grau Comendador. A cerimônia será realizada no dia 11 de agosto (sexta feira), no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília - DF.

 

Noemia

 

"A Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, instituída em 11 de novembro de 1970, destina-se a agraciar personalidades civis e militares, nacionais ou estrangeiras, que tenham se distinguido no exercício de suas profissões e se constituído em exemplo para a coletividade, bem como as pessoas que, de qualquer modo, hajam contribuído para o engrandecimento do país, internamente ou no exterior, da Justiça do Trabalho ou de qualquer ramo do Poder Judiciário, do Ministério Público ou da advocacia. Agracia, ainda, instituições civis e militares. O grau de comendador é oferecido a Secretários do Governo dos Estados da União e Distrito Federal, Conselheiros de Embaixada ou Legação estrangeira, Cônsules Gerais de carreira estrangeira, Contra Almirantes, Generais de Brigada, Brigadeiros-do-Ar, Juízes de Segunda Instância, Professores Catedráticos ou Titulares, Cientistas, Presidentes de Associações Literárias, Científicas, Culturais, de Classe e funcionários de igual categoria do Serviço Público Federal, Estadual ou Municipal e outras personalidades de hierarquia equivalente." (Fonte:http://www.tst.jus.br/ordem-do-merito).

Em sua trajetória de pesquisa, a pesquisadora descobriu os compostos antimicrobianos Enokipodins A, B, C e D produzidos pelo cogumelo Flammulina velutipes.  Estes estudos foram publicados durante o seu doutorado na Universidade de Hokkaido, no Japão.  Posteriormente, as sínteses de enokipodins foram publicadas em países como Alemanha, Estados Unidos, Índia, França, Itália, Japão e México.

Há 13 anos trabalhando na Amazônia, vem atuando principalmente nas seguintes temas:

1. Desenvolvimento do primeiro cultivo do cogumelo comestível  Lentinula raphanica.

2.  Divulgação do uso de cogumelos comestíveis da Amazônia na gastronomia brasileira.

3. Descoberta de novas espécies de cogumelos na Amazônia.

4.  Divulgação do conhecimento dos índios Yanomami sobre cogumelos comestíveis e formação da cadeia  de comercialização  de cogumelos coletados por eles.

5. Participação do projeto  de sequenciamento do genoma do shiitake. 

6. Publicação de livros infantis multilíngües (Português, Inglês, Japonês e línguas indígenas).

Sob sua coordenação, sua equipe de pesquisa depositou cerca de 2000 coletas de macrofungos no Herbário do INPA. Entre elas foram identificadas sete novas espécies (listadas abaixo), senda a última nomeada em sua homenagem.

1. Galocera arborea Shirouzu

Galocera arborea

2. Geastrum echinulatum T. S. Cabral, B. D. B. Silva & Baseia

Gastreum echinulatum

3. Geastrum inpaense T. S. Cabral, B. D. B. Silva & Baseia

Gestrum inpaense

4. Scleroderma anomalosporum B. D. B. Silva, Baseia & M.P. Martín

Scleroderma anomalosporum

5. Scleroderma camassuense M.P. Martín, B. D. B. Silva & Baseia

Scleroderma camassuense

6. Scleroderma duckei  B. D. B. Silva, M.P. Martín & Baseia

Scleroderma duckei

7. Geastrum ishikawae Accioly, J. O. Sousa 

Geastrum ishikawae