Dissertations In Progress

Updated - 21/05/2021


  1. Alexandra Monteiro Nobre. Distribuição e anatomia de Tovomita sp.. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Juliana Hipólito de Sousa. Distribution and anatomy of Tovomita sp.
  2. Aline Andriolo. Reconhecendo a biodiversidade de Rondônia. Início: 2019. Dissertação (Mestrado profissional em Programa de Pos graduação em Conservação e Uso de Recursos Naturais) - Fundação Universidade Federal de Rondônia. Orientador: Caroline Rodrigues da Costa Doria. Recognizing Rondônia's biodiversity. 
  3. Andressa Cristina Costa. Estrutura populacional, biologia reprodutiva e interações de peixes cascudos (Siluriformes: Loricariidae), em um riacho do rio Teles Pires. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso. Orientadora: Lucélia Nobre Carvalho. Population structure, reproductive biology and interactions of suckermouth catlfish (Siluriformes: Loricariidae) in a stream of the Teles Pires river.
  4. Antônio Eduardo Soares Moreno. Comunicação química em Saguinus bicolor e Saguinus midas. Há diferenas estre espécies, faixa etária e sexo nas secreções glandulares entre estes sauins amazônicos? Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Programa de Pós-Graduação em Ecologia. Orientador: William Ernest Magnusson. Chemical communication in Saguinus bicolor and Saguinus midas. Are there differences between species, age and sex in gland secretions among these Amazonian tamarins?
  5. Blanca Marisol Alfaro Cruz. Modelos alométricos para estimativa da biomassa aérea em uma savana no nordeste daAmazônia. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Tropical) - Universidade Federal do Amapá, Coordenação deAperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: José Julio de Toledo. Allometric models for estimating aboveground biomass in a savanna in northeastern Amazonia.
  6. Bruno Borges Santos. Distribuição da biomassa arbórea em uma savana do extremo nordeste da Amazônia. Início: 2020.Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Tropical) - Universidade Federal do Amapá, Conselho Nacional de DesenvolvimentoCientífico e Tecnológico. Orientador: José Julio de Toledo. Distribution of tree biomass in a savanna in the extreme northeast of the Amazon.
  7. Bruno Stephany Barros. Fatores determinantes na Ictiofauna de Igarapés em Unidades de Conservação de Rondônia. Início: 2019. Dissertação (Mestrado profissional em Programa de Pos graduação em Conservação e Uso de Recursos Naturais) - Fundação Universidade Federal de Rondônia. Orientador: Carolina Rodrigues da Costa Doria. Determining factors in the Ichthyofauna of streams in Protected Areas of Rondônia.
  8. Caroline Veronese Corrêa da Silva. Ilhas fluviais favorecem assembleias de formigas com maior capacidade de dispersão?.Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Orientador: Fabrício Beggiato Baccaro. Do river islands favor ant assemblages with greater dispersal capacity?
  9. Diogo Magalhães Costa. Ecologia de preguiças de Manaus. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: William Ernest Magnusson. Sloth ecology of Manaus.
  10. Eliza Maria Carvalho Coutinho Sena. Comportamento reprodutivo e cuidado aloparental em rãs amazônicas: um estudo de campo com Allobates sumtuosus (Anura: Aromobatidae). Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Igor Luis Kaefer. Reproductive behavior and alloparental care in Amazonian frogs: a field study with Allobates sumtuosus (Anura: Aromobatidae).
  11. Erica Marinho do Vale. As formigas só trabalham porque não sabem cantar?. Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Biologia deÁgua Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Fundação de Amparo a Pesquisa do Amazonas. Coorientador: Fabrício Beggiato Baccaro. Do ants only work because they can't sing?
  12. Fabiana Aparecida Rego Ciecoski. Diversidade de fungos liquenizados em diferentes áreas da Amazônia Mato-Grossense, Brasil. Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais) - UFMT. (Orientadora: Flavia Rodrigues Barbosa. Diversity of lichenized fungi in different areas of the Amazon Mato-Grossense, Brazil.
  13. Gabriane Matos. Levantamento da biodiversidade de macrófitas aquáticas como bioindicadoras de poluição em três municípios do Alto Solimões? AM. Início: 2021. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) -Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Marcelo Rodrigues dos Anjos. Survey of aquatic macrophytes biodiversity as pollution bioindicators in three municipalities of the Alto Solimões? AM.
  14. Gabriel Salles Masseli. Como a atividade vocal de uma assembleia amazônica de anuros varia ao longo do dia?. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Igor Luis Kaefer. How does the vocal activity of an Amazonian frog assemblage vary throughout the day?
  15. Hanna Flavia Bezerra Lima. Diversidade arbórea urbana. Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Tropical) -Universidade Federal do Amapá. Orientador: José Julio de Toledo. Urban tree diversity.
  16. Igor Hister Lourenço. Estimativa do estoque pesqueiro de espécies de interesse comercial no Médio Madeira, Humaitá,Amazonas. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal do Amazonas, Coordenação deAperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelos Rodrigues dos Anjos. Estimate of the fish stock of species of commercial interest in the Middle Madeira, Humaitá, Amazonas.
  17. Jéssica Sarah Ribeiro Batista. Relação da estrutura taxonômica e funcional de ácaros (Acari: Oribatida) com gradientes de topografia, química do solo, vegetação e serrapilheira. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. (Orientadora: Elizabeth Franklin Chilson. Relationship of taxonomic and functional structure of mites (Acari: Oribatida) with gradients of topography, soil chemistry, vegetation and litter.
  18. Jéssica Vieira Sardinha. Sanidade de Brycon amazonicus (SPIX & AGASSIZ, 1829) e Triportheus angulatus (SPIX & AGASSIZ,1829), espécies comercialmente importantes do Vale do Rio Madeira, Amazonas. Início: 2020. Dissertação(Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Marcelo Rodrigues dos Anjos. Health of Brycon amazonicus (SPIX & AGASSIZ, 1829) and Triportheus angulatus (SPIX & AGASSIZ, 1829), commercially important species from the Madeira River Valley, Amazonas.
  19. João Pedro Baraldo Mello. Aclimatação hidrológica aos gradientes hidrológicos da Amazônia desvendada por transcriptomas. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia,Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Flávia Regina Capellotto Costa.Hydrological acclimation to Amazon hydrological gradients unveiled by transcriptomes.
  20. Lara Vieira Vilela. Como o lençol freático superficial influencia o crescimento das árvores em evventos extremos de seca? Início: 2020. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciências Florestais e Ambientais) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo à Pesquisa  do Estado do Amazonas. Orientadora: Juliana Schietti de Almeida. How does the surface water table influence tree growth in extreme drought events?
  21. Laura do Nascimento Martins. Variação intra-específica na anatomia e densidade da madeira de espécies arbóreas ao longo de um gradiente hidro-edáfico na Amazônia Central. Início: 2019. Dissertação (Mestrado Profissional em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Orientadora: Juliana Schietti de Almeida. Intraspecific variation in wood anatomy and density of tree species along a hydro-edaphic gradient in Central Amazonia.
  22. Lourdes Falen Horna. Influência das variáveis ambientais com a composição das comunidades de palmeiras em ambientes ripários. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: William Ernest Magnusson. Influence of environmental variables on the composition of palm communities in riparian environments.
  23. Mahima Hemnani. Efeito do ambiente sobre a diversidade e composição de assembleias de anuros em bancos de macrófitas lacustres na Amazônia Central. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Igor Luis Kaefer. Effect of the environment on the diversity and composition of anuran assemblages in lacustrine macrophyte banks in Central Amazonia.
  24. Manuel Jesus Marca Zevallos. Determinantes hidrológicos da composição florística da bacia amazônica. Início: 2019.Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Coordenação de Aperfeiçoamentode Pessoal de Nível Superior. Orientadora: Flávia Regina Capellotto Costa.
  25. Marcela Adriany da Silva de Andrade. Dinâmica espaço-temporal ao longo de quatro anos da comunidade de vertebradosterrestres de médio e grande porte em uma área de terra firme na Amazônia Oriental, Brasil. Início: 2020. Dissertação(Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Fundação de Amparo a Pesquisa doAmazonas. Coorientador: Fabrício Beggiato Baccaro.
  26. Marcelo Martins Ferreira. Fatores abióticos e bióticos que determinam a riqueza, diversidade taxonômica e funcional demorcegos em uma floresta de terra firme no Nordeste da Amazônia brasileira. Início: 2020. Dissertação (Mestrado emBiodiversidade Tropical) - Universidade Federal do Amapá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: José Julio de Toledo.
  27. Maria Katiane Sousa Costa. Respostas da assembleia de besouros escarabeíneos (Coleoptera: Scarabaenae) às variações ambientais em áreas de floresta ombrófila na Amazônia Central. Início: 2019. Dissertação (Mestrado Profissional em Biodiversidade) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Ferreira Fadini.
  28. Mariane Rodrigues Guedes. Distribuição de palmeiras e visitantes associados na Ducke. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Juliana Hipólito de Sousa.
  29. Marina Vieira da Rosa. Bioacustica de Allobates. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em PG-ECOLOGIA) - Programa de Pós-Graduação em Ecologia - INPA, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Albertina Pimental Lima.
  30. Mariane Rodrigues Guedes. Distribuição de palmeiras e visitantes associados na Ducke. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: William Ernest Magnusson.
  31. Michelle Robin Carneiro de Rezende. O balanço entre a emissão de isopreno/monoterpenos e estratégias de alocação de recursos em espécies arbóreas de florestas tropicais. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Juliana Schietti de Almeida.
  32. Priscilla de Jesus Diniz. Assembleias de aves de sub-bosque em ilhas fluviais amazônicas: diversidades taxonômica, morfológica,funcional e uso de hábitat. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Amazonas, Fundaçãode Amparo a Pesquisa do Amazonas. Coorientador: Fabrício Beggiato Baccaro.
  33. Rafaela Caroline dos Santos Pereira. Anuros da RDS Rio Negro.. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em PG-ECOLOGIA) - Programa de Pós-Graduação em Ecologia - INPA, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientadora: Albertina Pimentel Lima.
  34. Rodrigo Traveira Souza. Interações formigas-abelhas em plantas mimercófilas. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Juliana Hipólito de Sousa.
  35. Ruth Catia Bernadin. Impacto da conversão de floresta nativa em sistemas agrícolas nos compartimentos de carbono em solos do ecótono Cerrado-Amazônia. Início: 2019. Dissertação (Mestrado profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Domingos de Jesus Rodrigues.
  36. Ruthe de Jesus Santos. Atividade antimicrobiana de Schizophyllum spp. isoladosnos Municípios de Altamira e Medicilândiano estado do Pará, Brasil. Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade e Conservação) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientadora: Noemia Kazue Ishikawa.
  37. Tainá Pereira Sena. A Percepção Ambiental de Alunos do Ensino Fundamental de Escolas Públicas no Sudoeste da Amazônia.Início: 2020. Dissertação (Mestrado profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal do Amazonas. Coorientador: Marcelo Rodrigues dos Anjos.
  38. Tatiana da Silva Macedo. Estrutura taxonômica e funcional de comunidades de ácaros oribatídeos ao longo de gradientes ambientais em savana e floresta semi-decídua na Amazônia. Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, FUNDAÇÃO. Orientadora: Elizabeth Franklin Chilson.
  39. Vanessa Sousa Gomes. Influência do fogo e de gradientes edáficos na estrutura da vegetação e biomassa arbórea em uma área de savana amazônica. Início: 2019. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Ferreira Fadini.
  40. Vitor Hugo Schünemann Vargas. Avaliação dos impactos da insularização florestal sobre a vocalização de múltiplas espécies de aves via monitoramento acústico passivo. Início: 2020. Dissertação (Mestrado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Igor Luis Kaefer.